top of page
Buscar
  • Foto do escritorOsvaldo Shimoda

O significado da visita de um beija-flor!


A presença de um beija-flor é sempre um momento mágico, pois essas pequenas criaturas trazem consigo uma aura de beleza, delicadeza e encantamento.


No entanto, para quem é incrédulo, cético e tem uma visão racional, cartesiana da vida, a presença de um beija-flor em sua casa é puramente uma coincidência, algo fortuito, um acaso.

C. G. Jung, psicanalista suíço, foi o responsável por cunhar o termo sincronicidade, com o objetivo de explicar as coincidências em nosso cotidiano, que, na verdade, para Jung, não existem, pois tudo na vida existe uma conexão, que nada ocorre por acaso, e que tudo está interligado, pois, há sempre um nexo causal, ou seja, tudo tem uma causa, mesmo que a gente não saiba a causa.


Sendo assim, a visita de um beija-flor em sua casa, pode ser um “mensageiro dos seres espirituais de luz”. É o caso de um paciente de 35 anos, solteiro. Ele morava em Recife, Pernambuco, num prédio em frente ao mar, no 20º andar.


Na sexta-feira à meia noite, ele foi dormir, pois, no sábado, tinha uma consulta comigo, em São Paulo, na capital. Deixou a janela de seu quarto entreaberta para arejar melhor e, nisso, subitamente, entrou pela fresta da janela, um beija-flor de peito azul.


Segundo o paciente, nunca havia acontecido de um pássaro entrar em seu quarto, que ficava num andar muito alto, no 20º andar, ainda mais à meia noite. Estranhou muito esse acontecimento! Ele voava em cima de sua cama, dando voltas.


O paciente olhava admirado e surpreso a presença daquele lindo pássaro, com plumagem verde brilhante na nuca e nas costas; a cauda, as asas e o peito em tons azul escuro. Após sobrevoar durante 5 minutos em cima de sua cama, ele foi embora, saindo da mesma fresta da janela de onde entrou.


Conclusão:


No dia seguinte, no sábado, ao chegar em meu consultório, iniciamos à nossa sessão de regressão de memória. Apareceu um senhor de cabelo grisalho, vestindo uma túnica branca. Ele se identificou como sendo o seu mentor espiritual.


O paciente lhe perguntou: - Mentor, o senhor pode me esclarecer como um beija-flor entrou ontem pela fresta da janela de meu quarto, à meia-noite, em meu apto, que fica no 20º andar?


Mentor espiritual: - Meu filho, aquele lindo beija-flor fui eu que enviei para lhe desejar boas-vindas à essa terapia. Gostou de meu presente? (ele falou sorrindo).


Paciente: - Claro que gostei! Não encontro palavras para lhe agradecer por sua acolhida tão calorosa e amorosa, enviando-me aquele lindo pássaro! Muito obrigado! (falou chorando, bastante emocionado).



O significado da visita de um beija-flor! Osvaldo Shimoda

105 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page