top of page
Buscar
  • Foto do escritorOsvaldo Shimoda

É nas famílias onde costumam se reunir os desafetos do passado


Chico Xavier, quando em vida, dizia: “É nas famílias onde costumam se reunir os desafetos do passado”.


Família não é um mero agrupamento de pessoas que estão juntos por acaso


Família não é um mero agrupamento de pessoas, que estão juntos aleatoriamente, ou seja, por acaso, como muitos acreditam.


Família é um agrupamento de espíritos, unidos por laços cármicos


Na verdade, é um agrupamento de espíritos, unidos por laços cármicos positivos ou negativos. Por isso, há famílias, cujos integrantes se dão bem, mas, há aquelas que são um verdadeiro “barril de pólvoras”, prestes a explodir a qualquer momento. Há muitos conflitos, desentendimentos, incompreensão, brigas constantes, verbal e mesmo fisicamente com socos, pontapés, e, tudo mais, podendo parar na delegacia de polícia.


Mas por quê?


Rótulos temporários e ilusórios da encarnação

Ninguém é pai, mãe, irmão(a), tio(a), avô ou avó, mas, está... Na verdade, esses papéis sociais, são rótulos temporários e ilusórios da encarnação. Hoje, o seu pai está no papel de pai e você no papel de filha. Mas, na encarnação passada, ele pode ter sido o seu filho, marido ou escravo, por exemplo.


É o caso de uma paciente que tinha brigas constantes com o seu pai, que vou relatar a seguir


Caso clínico: Por que desde criança brigo com o meu pai?

Mulher de 35 anos, solteira.


Relacionamento conflituoso com o pai


Ela me procurou, porque tinha um relacionamento bastante conflituoso com o pai, a ponto dos dois parar na delegacia para fazer o B.O. (Boletim de ocorrência).


Paciente na vida passada era a dona da senzala


Após passar por 4 sessões de regressão, na 5ª sessão, ela me relatou: “Estou vendo uma cena de uma vida passada, é uma senzala, e sou a dona dessa fazenda de escravos. (pausa).


Temperamento forte e explosivo


Percebo, que tenho um temperamento forte, explosivo, sou autoritária e arrogante. Vejo um escravo, sendo açoitado pelo meu capataz. Na verdade, ele não fez nada... Eu o mandei açoitá-lo porque peguei o meu marido, fazendo sexo com uma escrava no estábulo da senzala.


Escravo veio a falecer por ter sido açoitado


O coitado não teve culpa, eu o usei para descarregar à minha raiva. Ele foi tão açoitado, que os ferimentos de seu corpo infeccionaram e acabou falecendo (fala chorando muito). (pausa).


Mentor espiritual de túnica branca


Vejo, agora, um senhor de túnica branca aqui no consultório. Diz que é o meu mentor espiritual. Fala que foi ele que me mostrou essa cena de minha vida passada.


Escravo açoitado dessa vida passada, é o seu pai atual


Revela, que esse escravo que eu mandei açoitá-lo, é o meu pai atual. Afirma, que na vida atual, desta vez, reencarnamos como pai e filha para nos reconciliar, pois o meu pai de hoje, naquela vida passada, como o meu escravo, morreu com muito ódio de mim.


O seu pai atual estava prestes a desencarnar


Diz que hoje, ele vai me revelar algo não agradável, mas, que preciso saber. (pausa). Fala que o meu pai está para desencarnar e, antes que seja tarde, preciso me reconciliar com ele. (pausa). Mostra o meu pai dentro de um caixão, sendo velado por mim e os meus parentes”. (era filha única e sua mãe havia falecido). (fala chorando).


Ela resolveu ver o pai, pois tinha cortado a relação com ele.


Na 6ª e última sessão, ela me relatou:


“Dr. Osvaldo, na sessão passada, quando o meu mentor espiritual me mostrou aquela cena de meu pai no caixão, sendo velado, mexeu bastante comigo. Resolvi, então, visitar o meu pai em sua casa. Ele mora sozinho no interior de São Paulo e há três anos que não o vejo, pois cortei a relação com ele.


Paciente e o pai se reconciliaram


Quando cheguei de carro, ele estava na varanda de sua casa e me viu. Quando me aproximei dele, ele me olhou assustado, acho que não esperava que eu fosse vê-lo.

Falei para ele: “Pai, vim pedir perdão ao senhor pelas nossas brigas. Me perdoe pelas agressões, por não ter sido uma boa filha! Dr. Osvaldo, falei chorando muito e ele percebeu, sentiu à minha sinceridade”.

Ele me respondeu: “Filha, também lhe peço perdão, não esperava que você viesse me ver. Também não tenho sido um bom pai para você. Ele me falou chorando muito”.


Conclusão:


Pai veio a falecer

Dois anos, após o término da terapia, ela me mandou uma mensagem pelo WhatsApp, dizendo que o seu pai havia falecido, mas que estava com o coração limpo, pois os dois haviam realmente se reconciliado.



É nas famílias onde costumam se reunir os desafetos do passado

134 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page